Empresários reforçam a importância do Salão de Turismo

Empresários reforçam a importância do Salão de Turismo

A trajetória de sucesso da Rota das Emoções não veio apenas dos milhares de turistas, que visitam, ​ todo ano, ​ os três estados que integram o roteiro. A contribuição e o apoio do Salão de Turismo Rota das Emoções também possibilitou a participação ativa dos empresários e futuros empresários, beneficiando municípios e,​ principalmente,​ os moradores das regiões. Por meio das rodadas de negócios, muitas pessoas, que sonhavam em abrir uma empresa, tiveram uma chance real de iniciar, fruto da parceria do Sebrae com o trade turístico local.

Exemplos de sucesso não faltam. É o caso de Diana Alves, moradora de Chaval-CE. Ela participou do Salão de Turismo, no ano passado, e percebeu a necessidade de locais para hospedar os turistas, que chegavam em seu município. Ela decidiu, então, transformar a sua casa em uma pousada domiciliar. “O projeto da Rota das Emoções significa uma ótima oportunidade de renda para a nossa população. Estamos recebendo uma demanda boa de turistas na nossa cidade. A gente percebe a satisfação do cliente“, revela a mais nova empresária.

Hotéis, pousadas e albergues em Jeri

Rosa Maria, a Rosinha dos Bolos, como é conhecida pelos clientes em Camocim-CE, conta como a Rota das Emoções deu visibilidade ao seu negócio. “A Rota das Emoções foi uma ótima oportunidade de mostrar nosso trabalho. Comecei a receber mais turistas, que passaram a comprar meus produtos. Eu fiquei conhecida em todo lugar do Brasil”, comemora a empresária. Ainda em Camocim, Elenildo Silva, proprietário da Camocim Buggy, também agradece pela dimensão alcançada através do projeto: “Minha empresa passou a ser mais conhecida pelas pessoas. Aumentou o nosso fluxo de trabalho, e as reservas aumentaram muito“, diz.

Para o secretário municipal de Turismo de Barroquinha-CE, Gilmar Filho, o roteiro integrado impulsionou a abertura de novos empreendimentos na cidade. “O fortalecimento dos microempresários do setor turístico facilitou a comercialização do roteiro. Por causa da rodada de negócios, a economia local foi beneficiada pelo crescimento da demanda na região. Hoje, temos ​ artesãos que distribuem a sua produção para todo o estado e para alguns estados vizinhos. Isso foi possível graças à visibilidade que os produtos receberam no primeiro Salão de Turismo Rota das Emoções, que aconteceu em Barreirinhas-MA, em 2013″, finaliza.

Pequenas empresas dominam o setor turístico no Brasil

Ficou animado? Ainda dá tempo de participar do 3º Salão de Turismo Rota das Emoções. Faça sua inscrição AQUI e prepare-se para entrar nesse time campeão.